Menu

FIAT 500 CABRIO: SERÁ QUE O PEQUENINO VALE PELO PREÇO?

27 AGO, por Estefânia Farias - Ele parte de 56.900 reais. Se você achou caro ou não, fato é que o Cinquecento Cabrio é o sem capota mais barato por aqui. Dê graças ao acordo assinado entre Brasil e México, em 2002, que isenta os automóveis fabricados no país norte-americano da taxa de importação de 35%, assim como acontece com os carros feitos no Mercosul.

Antes, quando vinha da Polônia, o subcompacto era uns vinte mil reais mais caro, desde a versão de entrada, que hoje começa em 47.390. Por esse preço na casa dos sessenta mil, ele vem de série com itens como: ar condicionado (é claro!), direção elétrica, piloto automático, air bags frontais e laterais, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), controles de tração (ASR) e estabilidade (ESP), sistema de partida em rampa (hill holder), sensor de estacionamento, e por aí vai.

estefania farias 500c-2estefania farias 500c-3

Pra começar, achei o máximo o teto conversível elétrico ser todo de lona. Ficou ainda mais vintage. O modelo que testei é o completinho e custa mais caro. Ele tem o Kit Safety que acrescenta air bag duplo de cortina e de joelho para o motorista, totalizando sete bolsas. E ainda o Kit Cabrio que dá um toque a mais no bonitinho com rodas aro 16, sistema de conectividade Blue & Me, som da marca Bose, ar condicionado digital, bancos em couro. Detalhando, o Kit Cabrio I vem com o teto preto. O Kit Cabrio II, com o teto vermelho. Somando isso tudo, o Fiat 500 Cabrio chega aos 72.323 reais. Se você o escolher com cores metálicas, vai pagar 1.332 reais a mais. Perolizadas, 1.699.

estefania farias 500c-4estefania farias 500c-7estefania farias 500c-8estefania farias 500c-9

Seja feliz na cidade a bordo do Cinquecento! Andei com ele nas ladeiras da histórica Ouro Preto, a 100 quilômetros de Belo Horizonte, Minas Gerais, e foi só maravilha. Cabe em todo lugar! Estacioná-lo é uma beleza! E como ajuda o motorista o bendito controle eletrônico hill holder nas arrancadas em subidas. Essa tecnologia é disponível inclusive no modelo mais barato com câmbio manual. Claro que eu só andei de capota baixa e foi o maior sucesso na cidade. Todo mundo olhava e queria saber sobre o 500 Cabrio.

estefania farias 500c-6estefania farias 500c-12estefania farias 500c-10

Moradores, turistas... E como as colunas do carro permanecem intactas, a gente nem tem aquela sensação de estar descoberta demais no trânsito. Coragem na hora de levar passageiros e malas! No banco de trás, minha gente, esquece! Só vão mesmo os bichinhos de estimação. No porta-malas, então... Quem tem família e compra um carro desse, tem que ter outro em casa pra esse tipo de “serviço”. Agora, posso te dizer que, enquanto estive no volante e o maridão ao lado, nem nos lembramos que o 500 Cabrio é tão pequenino. É muito confortável pra quem tá na frente. Veja bem: na frente.

estefania farias 500c-11estefania farias 500c-14

Mais coragem na estrada! Confesso que eu esperava um pouco mais do motor 1.4 de 16 válvulas, que alcança 105 cavalos de potência. O conjunto trabalha direitinho com o câmbio automático de seis marchas. Mas na hora de ultrapassar, tenha certeza disto: o Cinquecento não é um modelo pra você acelerar e ser correspondido imediatamente. A não ser o Fiat 500 Abarth que é mega nervoso e mega caro. Aliás, já conhecemos o Abarth Cabrio que apareceu no Salão de Buenos Aires, em 2013. Imagine isto: motor 1.4 T-Jet com 160 cavalos de potência. Enfim, o Fiat 500 Cabrio é um belo retrô pra quem quer se destacar, desde que não priorize sua funcionalidade.

estefania farias 500c-13

AGRADECIMENTO:

Restaurante Bené da Flauta

 estefania farias 500c-16

Estefânia Farias

Estefânia Farias é jornalista com 15 anos de experiência em TV como redatora, roteirista, editora-chefe, produtora, repórter e apresentadora.

Deixe um comentário

voltar ao topo